Publicado em: 5 de novembro de 2019

Olá! Como você está por aí? Espero que bem!

 

Hoje, um dos maiores problemas das pessoas é conseguir gerir o seu tempo.

Sobram atividades, amigos pra ver, objetivos pra cumprir, provas pra estudar, e o que falta é tempo pra fazer tudo isso.

 

Se você anda sofrendo com isso, aqui vão dicas preciosas de como você pode lidar com suas metas e objetivos.

Por cada coisa no seu lugar, organizar e agir sobre a sua vida!

Bora fazer acontecer?

 

Eu fazendo um planejamento estratégico

 

Leia também: 

Como otimizar sua agenda? Dicas de produtividade!

 

Problemas da gestão do tempo:

O que não saber gerir o seu tempo pode causar de ruim na sua vida?

Bom, o primeiro é a improdutividade. Você não sabe o que é mais importante. Porque aquilo precisa ser feito e como você vai fazer. Saber organizar suas tarefas vai te ajudar a estabelecer prioridades.

Outro problema é a falta de concentração. Quando temos muita coisa na cabeça, não conseguimos nos concentrar no momento que estamos vivendo. Organizar tudo, vai ajudar a gente a sentar e conseguir focar no que interessa.

E um problema que vem com tudo isso é o estresse. Vemos que temos muitas coisas para fazer, mas não saímos do lugar. E essa sensação acaba deixando a gente irritado e frustrado.

Veja como se prevenir!

 

Quando você pode fazer um plano de ação?

Sempre! Mas vamos listar esses momentos pra ficar mais fácil.

No trabalho – geralmente temos um supervisor que nos demanda atividades, então sabemos o que precisamos fazer no trabalho. Mas, nem sempre nosso supervisor deixa claro o que é mais importante e precisa ser feito primeiro. E também, pode não explicar como você deve fazer essas tarefas.

Manter-se organizado vai te ajudar a cobrar do seu gestor mais organização também. Além disso, vai te ajudar a estabelecer limites do que você consegue ou não fazer. Garantindo que você não prometa o que não pode cumprir e entregue sempre o melhor de si.

Na vida pessoal – agora, pra estudar pra uma prova ou pra um projeto pessoal, não temos ninguém dizendo o que precisa ser feito. Aqui é a hora mais importante do nosso plano de ações. Nesse caso, você se ajuda a estipular prazos e a escolher quais projetos são mais importantes para levar em frente.

 

O que é um plano de ação?

Primeiramente, pense essas perguntas:

  1. Você coloca no papel o caminho pra chegar onde quer, ou apenas visualiza mentalmente?
  2. Se seu objetivo requer gasto de dinheiro, você calcula quanto vai gastar em cada etapa, ou só faz um cálculo geral?
  3. Você prefere sonhar alto ou prefere traçar metas atingíveis?
  4. Você determina quem será o responsável por cada tarefa? Ou deixa livre pra cada um fazer o que quiser?
  5. Você valoriza cada passo, ou está mais preocupado com a meta final?

Essas perguntas são muito interessantes de serem feitas antes de você começar seu plano estratégico. Pra você perceber como está pensando e visualizando suas metas.

 

Qual é a base para um plano estratégico?  

Com as perguntas ali em cima respondidas, ou pelo menos refletidas, bora transformar isso em um plano.

Os passos são:

  1. Escreva a sua meta. E agora, quebre-a em passos até ela ser alcançada.
  2. Escreva o que você precisa fazer para completar cada passo.
  3. Coloque prazo e objetivos claros pra cada uma das etapas.

Não tem problema nenhum em sonhar alto. Mas, um plano estratégico é justamente pensar em como fazer isso acontecer. Tirar o que está lá no alto e trazer aqui pro chão. Tirar as coisas apenas do campo da imaginação e transformar em realidade.

 

Técnica Japonesa: 5W2H

5W: 

What? (o que precisa ser feito?) 

Why? (por que precisa ser feito?) 

Where? (onde será feito?) 

When? (quando será feito?) 

Who? (por quem será feito?) 

Essa é a base pra traçar qualquer plano estratégico. Primeiro, ter bem claro o que você vai fazer. Então, pensar no porquê daquela tarefa. Isso vai ser essencial pra você entender a sua relevância e prioridade.

Onde? Em que lugar você vai realizar essa tarefa? Já separou um local adequado pra o que você quer fazer? Quando será feito também é muito importante. Significa estipular metas e prazos. E quem, além de você, estará envolvido nessa atividade? Você vai precisar de ajuda? Já falou com essas pessoas?

Essa é a base principal pra você começar seu plano de ações. Já vai clarear muito a sua cabeça e conseguir te ajudar a enxergar suas atividades e quais são as mais importantes entre elas.

2H:

How? (como?)

How much? (quanto vai custar?) 

O como, significa pensar nas etapas, no passo a passo, no caminho pra conseguir completar uma tarefa. São muitos passos pra chegar nela? Como você vai começá-la e como vai terminá-la?

E o quanto custa, já fica bem claro, não é? É hora de por no papel quanto você vai gastar em cada uma das etapas. Ver como você pode economizar e cortar gastos.

 

Como traçar metas? Objetivos SMART

Muitas vezes, quando vamos traçar metas somos imprecisos e meio vagos com o que realmente queremos. E sem saber exatamente onde queremos chegar, não sabemos que caminho traçar. Pra isso serve a técnica objetivo SMART

S  – “specific” (específico)
M – “measurable” (mensurável)
A – “achievable” (realizável)
R – “realistic” (realista)
T – “timely” (oportuno)

Específico quer dizer sem bem claro, por exemplo: “meu objetivo é falar inglês fluentemente.” Mensurável, quer dizer como eu consigo avaliar meu resultado. Bom, no caso de falar inglês, tenho algumas opções: “Vou avaliar isso fazendo um teste de proficiência em inglês.” Ou então: “vou conversar com um estrangeiro por mais que 30 minutos e pedir para ele me avaliar.”

Realizável vem no sentido de essa meta ser possível ou não. Bom, é difícil, mas é possível aprender a falar inglês. Talvez, para falar fluentemente, eu precise morar fora por um tempo. O que pode ser possível também.

Realista. Eu já tenho uma base de inglês, ou estou começando do 0? Eu já tenho inglês básico, então é realista pensar em falar fluentemente. Eu tenho tempo pra estudar isso agora? Tenho dinheiro pra pagar um curso? Vou conseguir me dedicar ao curso?

Oportuno tem haver com o tempo da sua vida, justamente. Agora é a hora certa pra focar nisso? A minha vida pede por isso? Será que esse objetivo vai me ser útil em breve? Se sim, manda ver!

 

Segue aqui um vídeo da galera do Na Prática pra ajudar a explicar o assunto!

 

Mas, pra que serve tudo isso?

Pra você poder viver a vida tranquilo, meus queridos e queridas. Ter suas obrigações todas mapeadas e sendo cumpridas e te dar tempo livre pra sair, ver os amigos, família e aproveitar.

Ser organizado, a ajuda a gente e saber focar nossos esforços, trabalhar menos e melhor. E não ao contrário. O problema é estar sempre atolado de coisas pra fazer e nem saber por onde começar. Mas, depois desse texto, nunca mais, certo?

Nos vemos na próxima!

 

Leia também: 

Planilhas gratuitas de controle financeiro! 

Contar histórias: o segredo pra se destacar em uma entrevista de emprego. 

COMPARTILHE ESSE POST