Publicado em: 1 de junho de 2020

Oi, gente! Tudo certo por aí? Espero que sim!

 

Se você já trabalha com Design ou está começando agora, pode acabar se sentindo um pouco perdido na hora de começar um projeto.

Como eu crio uma logomarca que tem a ver com o meu cliente? O que é uma identidade visual? Por onde eu começo?!

Bora conversar sobre tudo isso?

 

Branding: o que é? Qual é o papel do Designer?

A primeira pergunta a se fazer é: o que é uma marca? “Ah, é aquele simbolo que representa uma empresa!” Na verdade, isso é uma logomarca. A marca em si representa muito mais que isso. Aqui, vamos falar um pouco sobre Branding.

Branding, ou seja, o processo de criação de marcas, envolve mais do que a logo. Envolve pensar no que aquela empresa representa para as pessoas. Qual problema ela resolve? Qual é o seu maior diferencial? E como eu faço para traduzir todos os valores dessa empresa para os consumidores? Tanto no seu nome, seu site, sua logomarca, mas até no atendimento ao cliente.

O Branding, a criação de uma marca, é algo anterior ao trabalho do designer. É uma reflexão que a empresa precisa ter, olhando o mercado e para si mesma, buscando descobrir qual é o impacto e imagem que quer criar na cabeça do consumidor. Uma vez que a empresa tem isso definido, ela vai atrás do designer que vai traduzir todos esses conceitos em uma Identidade Visual.

Bom, é claro que um designer pode participar do processo de Branding. Aliás, processos de design thinking podem ser muito úteis para ajudar uma empresa a encontrar o seu grande diferencial. Só que é bom lembrar que essa ainda não é uma etapa onde se busca criar algo visual, como uma logo. Mas sim, chegar até a missão, visão e valores do negócio. No seu propósito central. É algo um processo muito mais estratégico.

 

 

Aqui vai um vídeo que fala mais sobre como criar uma boa marca e pensar nesse assunto!

Aqui vão algumas perguntinhas feitas no vídeo da galera da agência Forasteiro para você pensar na sua marca:

  • Por que a empresa foi inventada? Os fundadores possuem uma filosofia ou visão de mundo própria?
  • Se a sua marca fosse uma pessoa, como ela seria?
  • Que imagens vem a sua cabeça ao pensar na sua empresa?
  • Resuma o que você tem de diferente em relação aos seus concorrentes em uma frase.

 

 

Identidade Visual: o que é isso? 

Já a identidade visual, é o momento onde o designer brilha. Uma identidade visual significa pensar em como representar os objetivos da marca visualmente. E em todos os pontos de contato com o cliente: website, uniforme dos trabalhadores, propagandas, cartão, logomarca, redes sociais, enfim. Onde a marca estiver, ela precisa manter uma mesma identidade visual.

É como o nome diz, é aquilo que vai definir quem a marca é aos olhos das pessoas. Vários elementos podem ser usados para definir a identidade visual de uma marca como, por exemplo: as cores, a tipografia que ela usa, se ela busca ser mais chamativa, jovem e descolada. Ou mais séria e tradicional. Tudo isso vai servir para criar a “cara” da sua empresa.

 

Qual é a importância dessa identidade?

Fixa uma imagem única na mente do consumidor: um dos objetivos principais de uma boa identidade é conseguir te diferenciar logo de cara dos seus concorrentes. Ao ver sua embalagem numa prateleira, entrar no seu site, ou ver um post seu nas redes sociais, a pessoa precisa bater o olho e já saber que é você.

Cria credibilidade e gera valor: uma marca com uma identidade visual bem estabelecida, mesmo que inconscientemente, se torna mais valiosa na cabeça do consumidor. Ele percebe como tudo é pensado, como tudo segue um padrão, como ela é bonita, agradável e até paga mais para ter um produto mais bonito nas mãos.

 

Como criar uma identidade visual?

Entender o que você quer traduzir: essa é uma etapa muito importante, geralmente conhecida como Briefing. Traduzindo, significa entender seu cliente, a empresa dele e como você pode traduzi-la da melhor forma. Aqui vai um guia de como criar o seu Briefing.

Chegar em um conceito: o conceito da sua identidade visual é a resposta que você dará para resolver o posicionamento da marca. Por exemplo: eu preciso mostrar que essa marca de roupas é jovem e sustentável. Pra isso, eu vou usar cores suaves e elementos da natureza em toda a identidade visual. É como você escolhe traduzir aquilo que a marca representa visualmente.

Nesta etapa, recomendamos muita pesquisa! Observar outras identidades visuais, analisar os concorrentes para ver como se diferenciar deles e buscar o máximo possível de informações. A gente recomenda pra você olhar Behance.  É um site cheio de trabalhos de designers do mundo inteiro!

Aplicá-lo: aqui a gente sai do conceito e entra de fato nas ferramentas de design. É hora de aplicar seu conceito, transformar ele es peças publicitárias, logomarca e dar vida a sua identidade visual. Aqui é preciso ter um bom domínio de ferramentas como Photoshop, Illustrator e até InDesign se a identidade visual envolver livros, revistas e materiais do tipo.

 

Logomarca: a cereja do bolo.  

 

A logomarca é o símbolo da marca. É algo que irá definir como você é reconhecido e estará presente em todas as suas peças visuais. Essa também é a parte mais importante da sua identidade visual e que irá ajudar a definir como todo o resto irá se comportar.

O que faz uma logomarca ser boa? 

Fácil de ser reconhecida: uma logo tem como função fazer você ser facilmente reconhecido. Isso quer dizer que ela precisa de uma certa simplicidade.

Única: fácil falar e difícil fazer, né? Mas, pelo menos dentro dos seus concorrentes, sua logo precisa se destacar de alguma forma. Ela não pode ser apenas mais uma. Precisa ter algum elemento que chame a atenção e que a diferencie dos outros.

Que te traduza: e também, essa logomarca precisa trazer embutida os valores da sua marca. Se o seu negócio busca ser  jovem e extrovertido, a sua logo precisa buscar representar isso de alguma forma.

 

Aqui vai um vídeo com mais dicas sobre o assunto!

 

Você quer aprender mais sobre Design?

Por acaso você pensa em se especializar nessa área? Uma das formas de começar é fazendo cursos e aprendendo as principais ferramentas utilizadas para criar logos e identidades visuais. Nós temos um Curso Completo e online de Design Gráfico se você quiser conferir!

 

Leia também: 

Áreas de atuação e salários do Design.  

Como se tornar um designer freelancer?

 

COMPARTILHE ESSE POST