Publicado em: 20 de março de 2020

Antes e tudo, o que é Design?

A origem da palavra é um pouco extensa e complexa, mas resumindo, vem do latim segno, que significa “projetar”.

Ou seja, Design está muito associado a criação, ao pensamento e a encontrar novas possibilidades.

Isso vai acontecer em todas as áreas do Design e, por isso, é muito importante que entender essa essência.

Bora ver em quais profissões isso tudo se aplica?

 

Ah, o design

 

Design Thinking

Essa essência do Design é tão marcante que hoje é considerada uma metodologia interdisciplinar. Ou seja, que pode ser aplicada em qualquer área, empresa ou situação.

Pensando em como resolver o problema da sua agenda lotada? Design Thinking. Pra onde eu vou viajar nas férias? Design Thinking. Criar novos produtos pra minha empresa? Olha ele aí de novo, Design Thinkning. Mas o que de fato é isso?

Design Thinking é utilizar a forma de pensar dos profissionais de Design para entender um problema, criar possíveis soluções e testá-las na prática.

Ele pode ser dividido nas seguintes etapas:

 

Questionar: qual é o real problema que queremos resolver?

Ser empático: se colocar no lugar das pessoas, entender porque aquilo é um problema pra elas.

Desenhar ou redesenhar: criar um plano de solução, ou repensar algo que é feito hoje.

Testar: testar suas ideias na prática e ver como elas funcionam.

E repetir o ciclo: colher os resultados, ver o que deu certo, errado e voltar a se perguntar: por quê?

 

É um constante processo de aprendizado, questionamento e inovação. Se você gostou dessas palavrinhas, as áreas de Design provavelmente são para você.

E aqui vai um vídeo pra gente falar um pouco mais sobre o assunto.

 

 

Áreas do Design

 

Motion Design

O que é? 

Se a gente quebrar a palavra, podemos entendê-la melhor. “Motion” é movimento em inglês e juntando com “Design”, fica Design em Movimento. Ou seja, significa lidar com animações, vinhetas, grafismos e muito mais. Sua principal função é saber como combinar animações de elementos gráficos e textuais. Seu trabalho pode aparecer em créditos de filmes, abertura de séries, propagandas, vídeos para o Youtube e muito mais.

 

Aqui vai um exemplo de Motion pra você! Um dos vídeos mais comentados e premiados, feito recentemente pela produtora de Motion Hue and Cry.

 

Do que precisa manjar? 

É a mesma base das outras áreas do design: boas noções de arte, composição, textura, perspectiva e referências criativas. Mas, como o Motion Design trabalha com vídeos, conhecimentos em cinema e outras áreas audiovisuais também vão contar muito aqui. Saber fazer ilustrações e artes em 3D podem te dar um grande destaque nessa área. Os programas ideias são, After Effects (tem que ser especialista!), Adobe Premiere, Photoshop e Illustrator.

É preciso ter um pouco de conhecimento em inglês para acompanhar as tendências e as principais referências da área que vêm lá de fora. Ter um bom gosto visual, alta qualidade técnica e muita referência são os quesitos principais dessa profissão.

 

Caminho para ser? 

Formação é normalmente nas faculdades de: Design Digital, Design Industrial, Publicidade e Propaganda.

 

Quanto ganha? 

Salário para quem está começando é de R$ 1.500 a R$ 2.500. Para quem já é pleno, chega a R$ 6.000. Segundo a trampos.co

 

Web Designer 

O que é? 

É o responsável por criar interfaces e aplicações para a Web. Como assim? É o responsável por criar sites para a internet. Mas também, diversas outras aplicações para a web como: e-mail marketing, banners, news letters, hotsites, landing pages e mais.

 

Do que precisa manjar? 

O Web Designer é bem focado na parte visual e estética do site. Portanto, acompanhar as tendências da área de design é uma ótima ideia. Por exemplo, o fato dos sites estarem ficando minimalistas, com menos texto e mais foco em informações visuais, ultimamente.

O foco principal desse trabalho é garantir que as interfaces deem ao usuário uma navegação de qualidade, fácil de entender e intuitiva. Portanto é interessante esse profissional se inteirar sobre User Experience (UX). Entender mais sobre programação é bem interessante também. Além de ferramentas de marketing, gatilhos visuais, funil de venda, para saber como criar uma boa estratégia de comunicação dentro de uma interface na Web.

Os programas mais usados são: Adobe Photoshop, Illustrator e Indesign. WordPress é uma ferramenta para criar sites que também é muito utilizada.

 

Caminho para ser? 

As formações podem ser em Web Design, Design, Desenho Industrial ou Publicidade.

 

Quanto ganha? 

Para iniciantes de R$ 1.000 a R$ 2.5000. Para um profissional Sênior, pode chegar a R$ 5.000.

 

 Design Gráfico

O que é? 

Utiliza todos os recursos visuais do Design para criar mídias impressas, como: papelaria, outdoor, revistas, embalagens e identidades visuais para os clientes.

 

Do que precisa manjar? 

Geralmente, esse é o profissional que cria a identidade visual de uma empresa: que é a logomarca e as suas derivações como uniformes, cartões de visita e etc. Portanto, entender sobre Branding e logomarcas  é algo muito importante para esse profissional.

É bem interessante conhecer sobre materiais gráficos, tipos de papel, de impressões, tons de cores e enfim. Tudo para garantir que o trabalho que é visto na tela do computador saia igualzinho na hora da impressão. Afinal, a forma como a luz reflete no material é completamente diferente no digital e no físico. E o designer gráfico precisa estar ciente disso.

Pra quem for mais pra área de Design Editorial, ou seja, diagramar e editar jornais e revistas, o foco será na qualidade e facilidade de leitura do usuário. Então, é preciso entender sobre as diferentes tipos de fontes e técnicas de diagramação para deixar tudo muito bonito e acessível ao usuário.

 

Caminho para ser? 

Curso de Design, Design de Produtos e Publicidade.

 

Quanto Ganha? 

Gira em torno de R$ 1.500 a R$ 2.000. Mas é uma área muito ampla. Existem designers que cobram R$ 5.000 apenas para criar uma logomarca para você.

 

Design de Produtos

O que é? 

Design de produtos é a arte de analisar as demandas e necessidades do mercado, entender as matérias primas e tecnologias mais usadas atualmente, verificar a viabilidade técnica, gerir a produção e então, criar produtos internos para uma empresa. Esses produtos podem ser de qualquer tipo: desde um novo celular, um tênis, uma garrafa d’água. Podem também coisas mais simples, como embalagens, materiais para ações promocionais e mais uma série de coisas.

Ele também é responsáveis por criar os desenhos técnicos desses produtos, ilustrações e modelos 3D.

Do que precisa manjar? 

Esse profissional precisa ser muito atento as necessidades das pessoas. Então, dentro de todas as áreas do Design, é nessa que a empatia é a mais importante. Afinal, você precisa criar produtos que sejam úteis, práticos e que realmente ajudem na vida das pessoas. Ah, esse também precisa ser o perfil mais questionador: pra quê isso pode servir? Como esse produto pode ser melhor?

Também é um dos profissionais de Design que mais põe a mão na massa. Realmente precisa entender sobre materiais, produção e participar do processo de criação e produção do produto. Então, se você gosta de pegar nas coisas e quer realmente dar forma as suas ideias, essa pode ser a sua área.

Precisa também saber mexer no Photoshop, Illustrator, Corel Draw e ferramentas de modelagem em 3D.

Caminho para ser?

Faculdade em Design de Produtos ou Design Industrial.

 

Quanto ganha?

Os salários são em média de R$ 2.000 a R$ 3.000. De profissionais mais experientes, a média fica entre R$ 7.000. Essa é uma das profissões da área de Design que melhor recebe.

 

Existem mais diversas áreas! Como saber qual é a minha?

Existe mais uma série de áreas do Design. Como Design de Moda, de Games, de user Experiência do Usuário e enfim, a lista continua. Mas a grande questão é: como escolher?

Pesquise. 

Um primeiro passo é fazer o que você está fazendo agora que é ler mais, ver vídeos e estudar a respeito da área que você tem interesse. Não tem medo, não. Se joga e veja o máximo de conteúdo que conseguir.

Converse.

Agora que você estudou bastante, tenho certeza que vão começar a surgir dúvidas sobre as áreas. E também, nessa altura, você pode ter uma ou outra área que são as favoritas. É hora de se aprofundar. Como? A melhor maneira é conversando com alguém dessa área.

Pergunte pros seus professores, pais e amigos se eles conhecessem alguém. Senão, a internet e as redes sociais estão aí pra isso. Procure por grupos relacionados a área que você quer saber mais, encontre profissionais e mande menagens pra eles! Não tenha vergonha! Alguém vai ser gente boa, lembrar que também já esteve no começo e vai responder você. Mas não desista fácil, não! Mande mensagens até conseguir uma resposta de alguém.

Teste. 

Ok, conversei e vi que essa área é promissora! Você não precisa ter certeza de nada, afinal, ninguém nunca tem. Uma ótima ideia é tentar testar como é trabalhar na área. Uma dica é aprender as ferramentas que você vai usar no seu dia a dia de trabalho fazendo cursos! O que é mais barato, fácil e prático que começar uma faculdade. Tem também os cursos online pra você nem precisar sair de casa.

Vá com tudo! 

E então, se você chegar até aqui, é porque você encontrou uma profissão que pode ser a sua. Pesquise por faculdades, empresas onde gostaria de trabalhar, faça um planejamento e corre atrás do seu sonho!

 

Leia Também  

Como criar um Design Agradável: Técnicas de Gestalt 
Direção de arte: saiba mais sobre essa profissão. 
Como fazer um plano de ação e conquistar seus objetivos! 

COMPARTILHE ESSE POST