Publicado em: 8 de maio de 2020

E aí? Como você está! Espero que bem e em casa 😉

Hoje, a gente vai falar de uma nova tendência do mercado de trabalho: o freelancer.

 

Gostaria de trabalhar em casa?

 

O que é ser Designer Freelancer? E como esse mercado está indo?

Freelancer, significa não ter um emprego fixo, não ser um trabalhador de carteira assinada. Você é, de certa forma, a sua própria empresa. Prestando serviços para outros negócios, pessoas e etc.

É um tipo profissão que permite mais flexibilidade e autonomia e, por isso, tem sido uma alternativa para os brasileiros. E agora, com a eminência de uma crise, essa tendência tende a se acentuar.

 

Segundo Sebastián Siseles, diretor internacional do portal Freelancer.com, nos últimos tempos, o número de usuários do seu site aumentou de 17,5 mil para 400 mil. Mostrando que realmente, esse é um movimento crescente.

E segundo uma pesquisa do site trampos.co  57% dos freelancers brasileiros sentem falta de renda fixa e benefícios. Para 68%, conseguir clientes é uma grande preocupação.  Mas, 35% afirmaram que a flexibilidade do modelo freelancer traz muita motivação para sua a rotina. E só 1% disse ter saudades de ter um chefe. (Quem será esse 1%? Mas eu amo minha chefa, tá? Beijos se você estiver lendo hehe).

 

Se eu quiser ser um Designer Freelancer, o que preciso fazer?

 

1. Invista em conhecimento 

Um primeiro passo é estudar bastante. Se você é a sua própria empresa, quanto mais investir em conhecimento, mais a sua empresa terá novas possibilidades de fazer dinheiro.

Você precisa dominar as ferramentas mais usadas por esses profissionais, como Photoshop e Illustrator. Caso você for fazer trabalhos de diagramação de revistas e livros, precisaria aprender também o InDesign. Se você está pensando em trabalhar com edição de vídeo, o Premiere e After Effects, são os programas mais recomendados. E tudo isso, você pode estudar em cursos online!

 

Essa é a grande vantagem dos tempos de hoje para um freelancer. Tem muito conteúdo por aí! Então, não tem desculpa para não estudar, evoluir e ser protagonista da sua própria carreira.

 

Ah, recomendamos também que você siga e leia sites e páginas que falam sobre design e tendências para se manter atualizado. Aqui vão algumas sugestões para vocês:

17 sites que todo designer precisa conhecer!

2. Crie um bom portfólio

É hora de colocar a mão na massa! Você precisa mostrar para os seus clientes do que é capaz e como o seu trabalho se transforma em realidade. Pra isso, aqui vão algumas dicas:

Não espere um projeto cair do céu. Antes mesmo de ter algum projeto, crie de graça para algum parente seu que possui um negócio, crie para uma marca inexistente, não importa. Se você não tem um cliente, pode trabalhar de outras maneiras para construir seu portfólio.

Mantenha ele sempre atualizado. E conforme você for progredindo, fazendo novos trabalhos, não perca tempo e preocupe-se em colocá-lo no seu portfólio.

Tome muito cuidado com seu visual. Apresentar bem uma ideia é tão importante quanto tê-la. Por isso, pense em como apresentar seus projetos de uma maneira impactante e interessante.

 

Sites onde você pode criar um portfólio:

Behance 

CargoColletive. 

 

E um vídeo com umas dicas legais!

 

3. Mantenha uma presença online

Aqui, minha gente, é que está a grande arte. Você precisa não apenas mostrar seu trabalho nas suas mídias sociais mas, também, mostrar tudo o que está estudando, que referências você consome e mais uma série de coisas que vai ajudar as pessoas a conhecerem quem é você.

O mais legal é investir em Facebook, Instagram e também, começar a usar o LinkedIn, uma mídia focada no universo profissional.

 

4. Planeje uma rotina de trabalho

Pois é gente, esse aqui é um grande desafio para todos os designers que escolherem a carreira de freelancer. Pensa só: você acorda de manhã pra trabalhar. Senta na mesa mas, olha pro lado: “hmmm, dava pra ver um episódio daquela série, né?” ou então “Puts, e aquele bolo na geladeira?”. É comum a gente ouvir as pessoas relatando que tem dificuldades para serem produtivas em home office. E aqui vão umas dicas pra gente melhorar nisso.

Estabeleça horários: mas, a grande verdade é que home office é uma questão de costume, disciplina e profissionalismo. Se você estipular horários para se manter concentrado e outros para o descanso, você pode render muito bem.

 

Aqui vai um vídeo com dicas para criar seus fluxos de trabalho:

 

6. Fortaleça o networking

Essa é uma dica vital para a vida de um freelancer. Um dos seus maiores desafios dessa carreira será conseguir clientes todos os meses. Por isso, ter contatos (networking) é o seu verdadeiro ganha pão como designer freelancer. Mas como eu faço isso? Aqui vão algumas dicas:

Faça cursos e vá em eventos:

Faça cursos relacionados a sua área, como comunicação e marketing digital. Ou cursos de outras áreas como vendas, melhora de produtividade e etc. Isso vai ajudar você a conhecer pessoas, e de áreas completamente diferentes. Você mostra para as pessoas que é comprometido com a sua carreira e, também, aproveita para adquirir conhecimento!

Esteja sempre preparado para falar sobre o seu trabalho:

Ande sempre com um cartão na mão e um discurso ensaiado na cabeça. Saiba dizer claramente o que você faz, quais os benefícios gera para seus clientes e porque as pessoas deveriam te contratar. E tudo isso de maneira rápida e clara. Já tentou fazer isso? Aqui vão algumas dicas para você criar esse discurso!

 

 

5. Cuide da vida financeira 

Lembra que você é a sua própria empresa, né? Muitas pessoas confundem a sua vida financeira pessoal com a sua profissional, não adequando seu estilo de vida ao quanto ganham e ao quanto precisa reinvestir na sua empresa. E você vai precisar investir! Seja em cursos, equipamentos, impulsionamento em redes sociais, parte da sua grana precisa ser reinvestida no seu negócio pra ele continuar crescendo.

 

É preciso ter metas, objetivos e pensar sobre sua vida financeira! Então, é hora de se organizar. E aqui vai um vídeo com dicas pra te ajudar com isso:

 

Onde posso conseguir trampo?

Aqui vai uma lista de sites onde você pode encontrar trabalhos como Freela!

 

ComunicaGeral – oferece oportunidade para freelancer, programador, web designer, profissionais de comunicação, marketing, design gráfico, internet e tecnologia.

Prolancer– oportunidades nas áreas de design e criação, fotografia e audiovisual, publicidade e marketing, redação e conteúdo e web e desenvolvimento.

99freelas– um espaço para freelas e empresas se encontrarem.

Trampos.co– o site tem uma área especial para anúncio de trabalhos freelancers.

GetNinjas– um espaço para encontrar e anunciar os mais variados tipos de trabalho.

Freelance Web designer – site voltado para profissionais da área.

Shoe Boxed– este é para quem já está trabalhando como freelancer. Ajuda a organizar os papeis, como recibos, pagamentos e documentos.

Workana– plataforma voltada para programadores, designers, desenvolvedores, redatores, com oportunidades de emprego em toda América Latina.

We Do Logos – o site, voltado para designers, divulga propostas de trabalho onde os profissionais disputam as oportunidades por meio de concursos criativos, entre projetos de logo, papelaria, layout de sites e outros serviços. Os valores variam de acordo com o projeto em questão.

Meu Redator – é um software desenvolvido para empresas que necessitam de produção de conteúdo. Nele, os profissionais podem receber propostas para produzir textos na sua área, que varia entre textos para blog, redes sociais, press releases, traduções, textos publicitários e outros formatos.

Leia também: 
COMPARTILHE ESSE POST