Publicado em: 9 de julho de 2020

Fala, gente! Tudo tranquilo por aí?

 

Muitas vezes a gente esquece como cada parte do currículo tem uma função muito específica e importante.

A gente acaba preenchendo alguns itens só por preencher, sem se dar conta do que ele significa e porque está ali no currículo.

O objetivo profissional, muitas vezes, é um desses itens que fica um pouco de lado. Mas, na verdade, é ele quem vai definir se o seu currículo será avaliado ou descartado.

Quer saber por quê?  Bora descobrir!

 

Quando me perguntam sobre o meu objetivo profissional no currículo

Quando perguntam meu objetivo profissional.

 

O match entre seus objetivos e o da empresa:

Essa é a função principal seu objetivo profissional: ver se ele faz sentido com a vaga que a empresa está oferecendo. E, geralmente, esse é o primeiro fator avaliado por quem recebe seu currículo.

Se seu objetivo está condizente com a vaga ofertada na empresa, você tem uma chance! Senão, geralmente os avaliadores deixam seu currículo de lado, ou consideram te chamar quando aparecer uma vaga mais relacionada com o seu objetivo.

Tanto que, é recomendável que o objetivo fique na primeira parte do seu currículo, seguindo a seguinte ordem:

Objetivo principal: o que você está buscando profissionalmente?

Formação: já fez alguma faculdade? Tem formação técnica? Fez algum curso na área?

Experiência: lugares onde já trabalhou ou projetos nos quais já se envolveu.

Outras atividades: outros cursos que fez, trabalhos autorais ou voluntários que realizou.

Habilidades: seus principais conhecimentos e especialidades. Podem ser ferramentas, como programas de edição de vídeo, ou habilidades comportamentais, como experiência com liderança.

Idioma: quais línguas você fala?

 

Neste link, tem um modelo de currículo liberado pela galera do Na Prática!

E também, aqui colocamos outros modelos mais rebuscados, além de mais dicas sobre currículo!

 

Como escrever seus objetivos no currículo? 

Curto e objetivo: geralmente o objetivo é composto por uma ou duas linhas. Precisa ser bem claro e conciso.

Direcionado: é bom direcionar o seu objetivo para a vaga que você está se candidatando. E sempre que for mandar seu currículo para alguma outra vaga, mesmo que na mesma empresa, é interessante mudar seu objetivo. Adaptando-o para fazer sentido com o cargo que você está tentando conquistar.

Focado no curto prazo: não vale a pena mostrar onde você quer estar nos próximos 5 ou 10 anos. Aqui, a ideia é mostrar um objetivo mais imediato, mesmo. Até porque, pode ser que o avaliador não consiga ver uma relação entre seu plano futuro e a vaga ofertada, mesmo que pra você elas estejam muito conectadas.

Não precisa do cargo, necessariamente: não é necessário colocar o cargo exato que você quer ocupar, como “gerente”, “analista”, “assistente”. Você pode falar de uma maneira geral da área onde quer trabalhar, como: “marketing”, “na parte de comunicação, principalmente redes sociais”, “quero trabalhar com vendas.”

Pode ser interessante também, falar sobre alguns dos seus interesses, como por exemplo, trabalhar com criatividade, solucionando problemas internos, tornar os processos mais rápidos, trabalhar com ensino e aprendizagem. Enfim, mostrar do que você gosta e que tipo de desafio está buscando!

 

Exemplos:

Vamos ver como podemos aplicar essas ideias, olha só alguns exemplos:

“Formado em publicidade e propaganda, pretendo trabalhar na área de marketing digital e produção de conteúdo.”

“Já trabalho há 2 anos como engenheiro, principalmente na área de criação de projetos, e gostaria de evoluir para o acompanhamento, gestão e realização de obras.”

“Fiz cursos de vendas, telemarketing e comunicação pessoal e pretendo trabalhar na área de vendas de uma grande empresa, com potencial para crescimento.”

Está querendo melhorar o seu currículo?

Aqui na Qualycenter, a gente tem diversos cursos online sobre muitos temas como: informática, excel, design, edição, marketing, finanças e muito mais. Quanto mais cursos você fizer relacionados a área que você quer trabalhar, maiores são as suas chances!

Além disso, temos o curso de Desenvolvimento Pessoal e Administrativo, que aborda muitos temas como: vendas, comunicação interpessoal, marketing pessoal, administração, contabilidade e mais! Ideal pra quem está buscando ingressar ou evoluir no mercado de trabalho.

 

Leia também: 

Assistente de contabilidade: o que faz? Como se tornar um?

Como fazer um plano de ação para conquistar seus objetivos!

COMPARTILHE ESSE POST